fbpx

Escola Superior de Saúde do Alcoitão - ESSAlcoitão

Licenciatura em Terapia da Fala

“O Terapeuta da Fala é o profissional de saúde que atua na prevenção, avaliação e tratamento das perturbações da comunicação”.

O Terapeuta da Fala é o profissional de saúde que atua na prevenção, na avaliação e no tratamento de todas as perturbações da comunicação humana oral e escrita, assim como nas alterações ao processo normal de deglutição (disfagia). Trabalha ainda com os profissionais da voz e com as diferentes tecnologias de apoio à comunicação. O exercício da profissão está fundamentado na aquisição de competências de avaliação e de raciocínio clínico para a formulação de um diagnóstico funcional a partir do qual se estabelecem objectivos e metodologias de intervenção, de acordo com as diferentes etiologias e com as melhores práticas baseadas na evidência.

Todo o trabalho realizado pelo terapeuta da fala tem em consideração o indivíduo e o seu contexto social e familiar. Desenvolve ainda, e dentro das instituições de ensino superior, atividade de investigação produzindo conhecimento reconhecido na comunidade científica internacional.

Condições de Acesso

2022-2023

Exames de Acesso: Obter aprovação num dos seguintes conjuntos de provas

02 Biologia e Geologia

02 Biologia e Geologia e 07 Física e Química

02 Biologia e Geologia e 18 Português

Classificação mínima da prova: 95

Classificação mínima de candidatura: 95

Fórmula de ingresso:

65% da classificação final do ensino secundário

35% da classificação final das provas

 

Requisitos de Acesso

Grupo A – Comunicação Interpessoal

Declaração do Terapeuta da Fala

 

Diretora de Curso

Mestre Margarida Grilo | margarida.grilo@essa.scml.pt

O que faz o Terapeuta da Fala?

O Terapeuta da Fala presta cuidados em áreas como a neonatologia (alimentação e comunicação do bebe recém nascido), em crianças em idade pré-escolar e escolar, no âmbito das dificuldades de articulação dos sons da fala, nos atrasos e perturbações da linguagem e ainda ao nível das perturbações da leitura e da escrita. Atua também em outras áreas nomeadamente, com crianças surdas, autistas ou com multideficiência privilegiando a multimodalidade da comunicação humana. Intervêm ainda em indivíduos na idade adulta e que sofreram a perda de competências para a comunicação e/ou para a deglutição ou ainda em situações de prevenção ou potencialização das capacidades da voz e da comunicação. Na velhice, tem um papel fundamental no trabalho da relação entre a comunicação e a cognição. Participa ainda em análises periciais que envolvem a advocacia de indivíduos com perturbações da comunicação.

Terapia da Fala na ESSAlcoitão

O desenho curricular compreende várias estratégias de ensino e aprendizagem, destacando-se a Aprendizagem em Contexto Real (estágio) realizado em hospitais, centros de saúde, clínicas, estabelecimentos de ensino, residências assistidas, centros de reabilitação, etc. Realizado ao longo do curso, o estágio é orientado por Terapeutas da Fala com reconhecida experiência profissional, que constituem o corpo de educadores clínicos, em conjunto com o corpo docente interno do Departamento de Terapia da Fala da ESSAlcoitão. Proporciona-se também o ganho de competências ao nível internacional, através do programa de mobilidade europeia ERASMUS+.

Saídas profissionais

  • Centros de Dia
  • Centros de Reabilitação públicos e privados
  • Centros de saúde
  • Comunidade
  • Consultórios privados
  • Creches
  • Empresas de comunicação social
  • Escolas do primeiro e segundo ciclo, públicas e privadas
  • Hospitais públicos e privados
  • Instituições do ensino superior
  • Instituições privadas sem fins lucrativos de apoio a crianças, jovens e adultos Jardins de infância
  • Lares e residenciais assistidas
  • Rede Nacional de Cuidados Continuados

Objetivos do Curso

De acordo com a missão da ESSAlcoitão, os objetivos gerais para o ciclo de estudos são os seguintes:

  • Ministrar o curso de licenciatura em Terapia da Fala de modo a formar profissionais que respondam eficazmente às necessidades de saúde da população em todos os seus ciclos de vida;
  • Cumprir com as políticas e exigências locais, regionais, nacionais e europeias, assim com os padrões e regulamentos da profissão;
  • Organizar atividades de carácter científico e pedagógico na área da Terapia da Fala que permitam a atualização de conhecimentos dando resposta às necessidades dos alunos e dos profissionais;
  • Desenvolver investigação científica para a qual contribuem os estudantes e o corpo docente;
  • Desenvolver projetos de intervenção comunitária que contribuam para a melhoria das condições de saúde da população-alvo;
  • Desenvolver atividades de investigação/ação que tenham por base projetos na comunidade.
  • Estabelecer parcerias com instituições de prestígio nacionais e internacionais;
  • Participar em projetos de cooperação com outros países, no sentido da partilha de conhecimento e experiência adquirida ao nível científico pedagógico;

No final do ciclo de estudos da licenciatura, o Terapeuta da Fala deverá ter adquirido, entre outras, competências para:

  • Avaliar, diagnosticar e intervir nas perturbações da comunicação no que refere à linguagem (nas suas dimensões verbal e não-verbal), fala, voz, deglutição e ao funcionamento oro motor;
  • Informar sobre os resultados da avaliação de uma forma compreensível, respeitando os valores e crenças dos clientes com quem intervém, bem como os contextos ou ambientes em que estes se movem, reconhecendo o efeito das perturbações no seu bem-estar psicossocial e clínico;
  • Discutir o plano de intervenção e decidir com o cliente, de acordo com os dados recolhidos e o raciocínio clínico que cuidados são adequados em terapia da fala;
  • Construir, selecionar e aplicar metodologias e modelos de prática clínica, bem como implementar técnicas terapêuticas de acordo com o contexto situacional do cliente e dos seus parceiros, compreendendo os princípios que lhes estão subjacentes;
  • Trabalhar segundo os princípios da prática centrada no cliente;
  • Produzir informação escrita sobre o processo de tomada de decisão na forma de relatórios ou documentos que cumpram determinadas especificidades;
  • Compreender os conceitos de eficácia e eficiência em relação à intervenção em terapia da fala, sabendo avaliar a eficácia da terapia e preparar o cliente para a alta terapêutica;
  • Contribuir para a prevenção de perturbações da comunicação, linguagem, fala, voz, deglutição ou do funcionamento oro motor, nos seus diferentes níveis;
  • Respeitar o código de ética da organização profissional nacional, compreendendo os papéis e responsabilidades da profissão e os limites de um terapeuta da fala;
  • Manter a sua aprendizagem ativa, contínua e atualizada ao longo da vida, sendo responsável pelo desenvolvimento do seu conhecimento e competências;
  • Promover o seu crescimento pessoal através de introspeção e do desenvolvimento de capacidades de relação e comunicação interpessoal, desenvolvendo relações empáticas com clientes e colegas com vista à construção da aliança terapêutica;
  • Usar todos os meios disponíveis e materiais adequados na comunicação da informação e nas instruções escritas, orais e visuais privilegiando a multimodalidade;
  • Interpretar, analisar, sintetizar e criticar resultados científicos ativamente, avaliar criticamente e aplicar um conjunto de informação e evidência de forma a assegurar uma prática atualizada e relevante para o cliente;
  • Compreender e aplicar princípios de gestão e prestação de serviços em serviços de terapia da fala, incluindo o ratio custo-eficácia, na administração de recursos e equipamentos e no estabelecimento de protocolos;

Regulamentação profissional

Após conclusão da licenciatura em Terapia da Fala, os finalistas devem proceder à solicitação de cédula e inscrição no registo profissional junto da Administração Central do Sistema de Saúde, I.P. (ACSS) – https://www.acss.min-saude.pt/

Outras informações

Com Acreditação em 2021 | Limite de vagas fixado: 36
Registo: R/A-Ef 161/2011 de 18-03-2011

Publicação em DR – Aviso n.º10411/2012

Situação A3ES – Acreditado

Plano de Estudos

1º Ano

Unidade Curricular Área científica Tipo Total de horas Horas de contacto Créditos Código
Sociedade, Saúde e Doença CSC Semestral 70 6T; 10TP; 4S 2,5 3114
Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem CSC Semestral 140 36T; 18TP 5 3115
Linguística CL Semestral 126 36T; 9PL 4,5 3116
Anatomo-Fisiologia CB Semestral 140 54TP 5 3117
Introdução à Profissão TFL Semestral 126 26T; 12TP; 12PL 4,5 3118
Aquisição e Desenvolvimento da Linguagem CL Semestral 182 50T; 10TP; 12PL 6,5 3119
Pediatria CB Semestral 70 28T 2,5 3120
Perturbações do Desenvolvimento da Linguagem TFL Semestral 182 62T; 8TP; 2OT 6,5 3121
Fonética e Fonologia CL Semestral 126 24T; 12TP 4,5 3122
Fonética Experimental CL Semestral 98 10T; 18TP 3,5 3123
Competências Inter-relacionais e de Comunicação CSC Semestral 98 22T; 6PL 3,5 3124
Motricidade Orofacial e Deglutição TFL Semestral 112 30T; 14TP 4 3125
Patologia Geral CB Semestral 70 28T 2,5 3126
Voz TFL Semestral 70 28TP 2,5 3127
Estágio I TFL Semestral 70 35E 2,5 3128

2º Ano

Unidade Curricular Área científica Tipo Total de horas Horas de contacto Créditos Código
Perturbações da Voz TFL Semestral 224 60T; 28TP; 2OT 8 3213
Perturbações Fonológicas e da Articulação Verbal TFL Semestral 224 57T; 20TP; 8PL; 2OT 8 3214
Perturbações da Fluência TFL Semestral 154 36T; 24TP 5,5 3215
Otorrinolaringologia CB Semestral 84 33T 3 3216
Neurologia CB Semestral 84 33T 3 3217
Saúde Mental CSC Semestral 70 23T; 5TP 2,5 3218
Perturbações Adquiridas da Linguagem TFL Semestral 196 57T; 20TP 7 3219
Perturbações da Deglutição TFL Semestral 112 30T; 14TP 4 3220
Sociolinguística CL Semestral 84 15T; 9TP 3 3221
Psicolinguística CL Semestral 112 20T; 12TP 4 3222
Audiologia CB Semestral 112 32T; 12TP 4 3223
Neuropsicologia CSC Semestral 140 27T; 27TP 5 3224
Estágio II TFL Anual 84 70E 3 3225

3º Ano

Unidade Curricular Área científica Tipo Total de horas Horas de contacto Créditos Código
Educação Clínica em Terapia da Fala I TFL Semestral 154 60TP 5,5 3307
Estatística Aplicada MI Semestral 98 6T; 33TP 3,5 3308
Métodos e Técnicas em Terapia da Fala I TFL Semestral 70 8T; 20TP 2,5 3309
Necessidades Complexas de Comunicação TFL Semestral 112 12T; 20TP; 12PL 4 3310
Bioética CSC Semestral 84 12T; 12TP 3 3311
Perturbações da Comunicação na Patologia Auditiva TFL Semestral 84 21T; 12TP 3 3312
Perturbações Neuromotoras do Desenvolvimento TFL Semestral 98 25T; 14TP 3,5 3313
Perturbações Motoras da Fala TFL Semestral 70 28TP 2,5 3314
Contextos de Intervenção em Terapia da Fala TFL Semestral 70 28TP 2,5 3315
Estágio III TFL Semestral 840 20TP; 350E; 60OT 30 3316

4º Ano

Unidade Curricular Área científica Tipo Total de horas Horas de contacto Créditos Código
Educação Clínica em Terapia da Fala II TFL Semestral 252 99S 9 3406
Organização e Gestão OG Semestral 70 20TP 2,5 3407
Investigação Aplicada em Terapia da Fala MI Semestral 280 30T; 46TP; 4OT 10 3408
Perturbações da Leitura e Escrita TFL Semestral 126 50TP 4,5 3409
Métodos e Técnicas em Terapia da Fala II TFL Semestral 112 44S 4 3410
Estágio IV TFL Semestral 840 490E; 50OT 30 3411

Consulta as FAQs sobre a Terapia da Fala e coloca as tuas dúvidas à ESSA

Testemunho

tiago gomes terapia da fala 4 ano

“A ESSA é a melhor [universidade] nos 3 cursos que tem e tem os melhores terapeutas. É sem dúvida uma rampa de lançamento para o nosso futuro. A ESSA dá tudo o que tem aos seus alunos”. – Tiago Gomes, 4º ano de Terapia da Fala

Vídeo de testemunhos da ESSA

Terapia da Fala – Uma Profissão de Futuro



A terapeuta que ensina pessoas a falar com os aviões (TSF)

Algumas técnicas para projetar a voz – Retratos da Saúde (SIC Mulher)







Voltar